Estandarte Produções participa de mesa com Antonio Pitanga no NordesteLab

01 junho 2017
Jamile Coelho - Divulgação

Após sucesso da estreia do documentário “Pitanga”, dirigido pela filha, Antonio Pitanga volta à capital baiana para falar sobre cinema negro.

O cinema negro e suas conexões na Diáspora Africana serão discutidos com a presença de Jamile Coelho, sócia da Estandarte Produções, e do ator Antonio Pitanga durante a realização da terceira edição do NordesteLab, plataforma que promove encontros entre diferentes agentes do setor audiovisual. O tema será debatido no dia 02 de junho, às 15h50, no Goethe Institut de Salvador.

Mediada pelo produtor Emerson Dindo, a mesa “Cinema Negro – Conexões na Diáspora” também contará com a participação de Urânia Munzanzu, Viviane Ferreira e Stella Zimmerman, profissionais do cinema que têm produções voltadas para o tema e falarão sobre suas experiências e perspectivas na área.

Para a cineasta Urânia Munzanzu, o evento é prova tanto da qualidade como da capacidade de articulação do cinema  baiano. Ela diz que participar de uma mesa que coloca a diáspora como ponto de partida e de destino, falando sobre sua vivência no setor, é uma honra. “Eu posso dizer que o cinema que faço nasce na cozinha. Esse território sagrado, alma dos terreiros, lugar de nobreza do povo de santo, onde me constitui uma cineasta insubmissa”, explica. Ela conta que, a partir deste espaço e orientada pelo feminino, propõe levantes em forma de filmes, forjada pelo legado ancestral do povo negro.

A diretora do premiado curta-metragem “Òrun Aiyé: a Criação do Mundo”, Jamile Coelho, acredita que o NordesteLab é um grande momento de negócios para o audiovisual não só em Salvador, mas em todo o Nordeste e elogia a ampliação do processo de regionalização da ferramenta. “Nós temos mesas com grandes nomes, temos grandes canais e a oportunidade de fazer pitching. É um grande momento de celebração do audiovisual”, conta.

A cineasta lembra a importância de discutir o cinema negro dentro de um evento de negócios e perceber toda a sua diversidade, principalmente nas produções constituídas por mulheres. “É um privilégio dividir essa mesa com grandes nomes, como Pitanga, que é uma figura fundamental não só para o cinema, mas para a cultura brasileira de modo geral. Eu acredito que vai ser um momento lindo”, diz Jamile.

Antonio Pitanga volta a Salvador após a estreia de “Pitanga”, documentário dirigido por Beto Brant e Camila Pitanga que narra a trajetória do ator, resgatando sua importância para o cinema brasileiro.

Sobre o NordesteLab - O NordesteLAB segue se configurando como uma plataforma de encontros entre diferentes agentes do setor audiovisual, buscando o fortalecimento desse campo na região.  Em 2017, o evento principal acontecerá entre os dias 30 de maio e 02 de junho, em Salvador, tendo como sede principal o Goethe Institut – Salvador.

Quando: 02 de junho (sexta-feira), às 15h50

Onde: Goethe-Institut de Salvador

Quanto: Gratuito - sujeito à lotação do espaço

Leave a Comment

*Please complete all fields correctly